A definição enciclopediana de monarquia absoluta e despotismo . (texto de Alexander Martins Vianna)

Abaixo um fichamento elaborado em sala de aula, por nossos detetives da historia, do texto de Alexander:

Alexander inicia o texto fazendo uma crítica ao conceito de despotismo esclarecido presente nos livros didáticos, argumentando que, o assunto em si, é muito mais complexo do que geralmente é apresentado.

“[…] os livros didáticos passam longe de um problema estrutural do próprio conceito ‘Despotismo Esclarecido’: ele não só foi criado pelos philosophes, mas também não teria menor sentido para suas práticas e ideias políticas” diz Alexander.

Segundo o texto para os philosophes da “Enciclopédie” existem valores e riscos específicos para qualquer forma de autoridade política, seja ela monárquica, republicana ou mista e por isso eles se dividiam em uma outra forma de governo. Porém para todos eles o Despotismo seria:

” a deformação da autoridade política, seja quanta esta se torna a tirania de um só, seja quando esta se torna a tirania de muitos, o que se pode levar os súditos de um reino à decadência material, moral, ética e cultural. ”

Para Alexander o conceito de “déspota esclarecido” na visão política do Iluminista seria internamente contraditório.

O conceito de Absolutismo começou a surgir entre 1820 e 1950 para definir regimes que tivessem um monopólio total do poder. Desde a década de 1820 conceituou-se o termo dèspotas esclarecidos de uma forma que foi estranha até para os próprios filósofos como o autoritarismo centralizador eles foram historicamente necessários para suprir o “atraso feudal” ao longo do século XVIII. Porém, ao final deste século os monarcas tornaram-se um peso para o progresso da liberdade em parâmetros políticos, institucionais, culturais e econômicos.

O poder concentrado na mão do déspota abriu as portas para um novo conceito, o Parlamento que governava soberano enquanto o Rei era somente uma figura ilustrativa de poder. Alexander faz diversas referência a “Enciclopédie” e a Diderot onde este apresenta várias ideias referentes aos diferentes significados do Despotismo esclarecido e Monarquia.

Antes das guerras civis na Inglaterra de meados do século XVII  e das guerras da Europa, o poder absoluta dos monarcas não havia sido confundido semanticamente com o “despotismo”, pois os reis não tinham qualquer tipo de envolvimento com os súditos assim nunca seriam coagidos pelas vontades particulares dos súditos, o que impediu a personificação adequada da ordem pública.

Enfim, na “Enciclopédie” também diz que a monarquia absoluta(o rei apresentava e protegia as leis do reino com a ajuda dos súditos por contrato não-escrito, deveria haver acordo) é diferenciada da monarquia temperada(o rei divide a prerrogativa legislativa principesca cuja convocação depende menos da sua vontade do que das regras do calendário).

por: detetives

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s