Ícone da Semana – Voltaire

 

Os próximos ícones da semana serão homenagens aos lumières(Iluministas), homenagens voltadas para as luzes da razão, luzes com que estes seres foram abençoados, luzes que geraram a desconfiança do mundo, consequentemente conflitos e estes conflitos foram nada mais, nada menos, que, a Revolução Francesa, a Revolução Inglesa, as libertações na América Espanhola entre outras.

 

 

O ícone desta semana disse:

– “Posso não concordar com nenhuma das palavras que você disser, mas defenderei até a morte o direito de você dizê-las.”

Sim, ele é Voltaire, nasceu na França em 1694, foi um filósofo visionário de sua época e foi contemporâneo de outros ícones como Rosseau e Montesquieu.

Seu nome completo era François Marie Arouet. Vinha de família burguesa, e estudou arduamente com os jesuítas, no Colégio de Clermont.

Voltaire também escreveu poemas, o que lhe causou muitos problemas por conta do teor irônico de seus escritos contra os governantes, sendo preso na bastilha durante um ano. Quando libertado, foi para a Inglaterra, onde conheceu poetas como Pope e Young, e tomou contato com as ideias sobre a liberdade política inglesa.Dessa experiência resultou o livro “Cartas Filosóficas”(1734), publicado na França e Inglaterra.

Voltaire teve muitas amantes, entre elas, a marquesa de Chatelet, Emile de Bretiul, que pode ter-lhe inspirado a escrever algumas novelas irônicas como “O Filho PródigoO Mundano” e ”Cândido”, essa última, uma crítica aos seus opositores. Entre as tragédias, destaca-se “Tancredo”(1760); dos contos filosóficos, importante é “O ingênuo” (1767), no qual tratava dos abusos políticos; No “Tratado Sobre a Tolerância” (1763) discorreu elogios sobre a razão.

Voltaire era grande defensor do progresso tecnológico e da ciência. Criticava veementemente a aristocracia, a Igreja Católica e os dogmas religiosos. Porém, arrependeu-se no fim da vida, escrevendo um artigo na revista francesa Correpondance Littérairer, Philosophique et Critique, onde retomava à fé cristã.

Morreu em 1778, no mesmo ano em que foi iniciado Maçom.

 

Fonte: e-biografias

 

Por: DetetivesDaHistoria

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s