Invenção da Semana – Lâmpada elétrica

No dia 21 de outubro de 1879, foi criada, pelo famoso norte-americano Thomas Edison a lâmpada elétrica incandescente. A nossa invenção desta semana surgiu na necessidade do uso de um modo de iluminar mais compacto, um modo que não precisasse do uso de inflamáveis, “um modo novo de fazer luz”, esta invenção é até hoje uma das mais importantes da história, foi ela que nos proporcionou avanços na iluminação elétrica e é com prazer que agradecemos Thomas Edison, nosso homenageado juntamente com sua brilhante invenção.

Em dezembro de 1879, Thomas Edison realizou a primeira demonstração pública da lâmpada após a instalação de um sistema completo de energia no laboratório Menlo Park. Thomas Edison também foi responsável pelo invento da vitrola e da câmera de cinema, em toda a sua vida fez 1093 patentes.

O projeto da lâmpada partiu de um filamento de carbono. Até 1879, a ideia de energia elétrica já existia, mas ainda não era usada nas casas das pessoas. A invenção da lâmpada levou o uso da eletricidade para a área doméstica e pouco a pouco começou a substituir os lampiões a gás.

Inicialmente, as redes elétricas de iluminação eram limitadas e concentradas  nos centros urbanos, mas já era o bastante para fazer da eletricidade algo economicamente viável no dia a dia, nas comunicações e na metalurgia.

Ao desenvolver a lâmpada elétrica, um dos principais desafios para Edison era detectar um filamento que permanecesse incandescente durante a transmissão da corrente elétrica. Resolveu cobrir os filamentos com um bulbo de vidro para isolar o oxigênio. Conclui o invento utilizando algodões carbonizados, o que possibilitou a luz por mais de 40 horas ininterruptas.

Anteriormente, tentou utilizar filamento de carvão que tinha pouca durabilidade, experimentou utilizar ligas metálicas e até de bambu.

 

 

Nos tempos atuais, os filamentos das lâmpadas incandescentes são feitos de tungstênio, um metal que só se funde numa temperatura de 3422 °C. Para que o filamento não entre em combustão e não se queime, na fabricação, retira-se todo o ar atmosférico presente nas lâmpadas, sendo substituídos por nitrogênio, argônio e criptônio.

Thomas Edison nasceu em 11 de fevereiro de 1847, em Ohio , Estados Unidos. Desde criança recebeu uma educação rígida. Sofria de oligofrenia e não costumava ser um grande aluno. Além da inventar a lâmpada, foi o criador do telégrafo duplex e da telegrafia de banda-larga. Também foi autor da descoberta a emissão de elétrons por metais incandescentes, conhecimento que geraria a lâmpada de diodo.

Fontes: noticias.terra.com.br, wikipedia e infoescola

Por: DetetivesDaHistoria

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s